sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Bem - Vindo dois mil e nove!

Depois de 16 dias da passagem de ano, eu estou postando. Não que eu tenha feito várias coisas e estivesse ocupada para postar, apenas estive aqui! Vou contar como foi a virada de ano, minha e de alguns amigos... Antes de chegar ao ponto "virada", tenho que contar como cheguei até Torres, onde passei o ano - novo.

Bem, meu namorado (Cássio) e eu, tínhamos combinado de passar a virada com uns amigos e a família deles em Torres. Iríamos de barracas no dia 31 mesmo e lá encontraríamos um lugar para ficar. O Cássio não tava muito afim de ir e tal, mas no final terminou gostando da idéia.
Fomos para a rodoviário e ficamos sabendo que ônibus de praia, a passagem só é vendida na hora, então seria sorte se tivesse passagem para nós! Ficamos esperando até queo ônibus chegou, era desses comuns. Que as pessoas ficam em pé com sacolas e tudo na mão. Demos a sorte de conseguir dois bancos juntos e o azar de ser do lado do banheiro. A viagem rumo a Torres tinha começado, saímos as 14:30, e de cara pegamos uma estrada de terra que tremia tudo e todos, mas estávamos curtindo horrores aquilo tudo.
Liguei para eles (os amigos) avisando que já tínhamos saído e que daqui a pouco estaríamos chegando e daí vem a primeira notícia:

- Oi déa? Já estamos no ônibus (eu)
- Oi aqui é a pâm! A déa tá no mercado (irma da déa)
- Oi!
- Olha Ju, não temos boas notícias, os campings estão lotados.
- Ah tá bom eu ligo depois. Beijo

Desliguei entendendo que os campings estavam ALAGADOS, pois era bem na época das chuvas em Santa Catarina, então não sei porque, liguei uma coisa na outra. Mas não disse nada para o Cássio. E a viagem prosseguiu com pulos e freiadas do ônibus loucão!
Meu telefone toca e vejo que é a Déa:

- Oi (eu)
- Oi Ju, tenho uma má notícia!
- O que?
- Olha só, não tem lugar pra gente ficar.
- hmm
- Daí a gente conseguiu uma cabana, que vai sair 100 por pessoa! Não tem problema né? A gente faz uma vaquinha, se vocês não trouxeram dinheiro.
- Tá eu vejo aqui e te ligo, mas fazer o que né? Beijo

Bom eu não sabia o que falar para o Cássio, então tomei a coragem e disse que saíria 100 reais por pessoas e se ele não tivesse eu pagava e tal. O guri enlouqueceu! Disse que não iria pagar, que era um absurdo e tudo mais. Então pedi para ele ligar para Déa para avisar que iríamos voltar. Enquanto isso nós já estávamos chegando em Capão da Canoa.
Ele ligou e dessemos na rodoviária de Capão. Ele saiu primeiro e quando eu saio ele não tava mais na frente do ônibus e nossas malas estavam lá dentro do bagageiro e adivinha quem estava com os "ticketes"? O Cássio!
Comecei a gritar e ele voltou, pegamos as malas e eu pergunto para o "co-motorista":

- Quanto tempo é daqui a Mariluz?
- Ah...moça, não sei. Só sei que a passagem tá 50 reais!

E bem nessa hora escuto o Cássio falando: - Tá, então vamos voltar! - Ele só me olhou e pediu pra eu entrar no ônibus de novo. Mas a gente já tinha dado as passagens e lá fui eu, com toda a cara de pau que minha mãe me deu, falar com o motorista ( que para ajudar era BEM velhinho):

- Oi, olha só... a gente desseu aqui achando que era Torres.
- Como que é?
- A gente desseu aqui, enganado. Podemos voltar?
- Mas vocês me deram a passagem, né?
- Sim, a gente achou que aqui fosse Torres!!
- Mas Torres tá londe ainda.
- Sim, eu sei.
- A gente vai entrar tá? Obrigada!

E fui entrando, enquanto o Cássio subia com todas as malas. Fui correndo lá pro fundo, morrendo de vergonha dos outros passageiros que ouviram a desculpa toda. O Cássio veio logo atras, nos sentamos e ficamos rindo MUITO do que tinha acontecido.
E depois de três horas de pulos e freiadas chegamos em Torres. O pessoal nos buscou na rodoviária, nos arrumas e como a maioria dos que acreditam em lendas, fomos para a praia passar a virada de ano e fizemos o mesmo ritual de sempre:

- Comemos antes da meia - noite
- Fomos para a beira - mar esperar os fogos
- Estouramos o Champagne
- Bebemos o champagne (esse foi o meu erro :/ )
- Atiramos a champagne para trás e fizemos um pedido
- Pulamos as 7 ondinhas e fizemos 7 pedidos
- Bebemos mais champagne (esse foi o meu segundo erro :/ )

E depois de um tempinho fomos para casa comer a lentilha em um pé só, MAS como eu tinha bebido champagne de mais, estava com muita dor de cabeça e terminei dormindo no sofá sem comer a lentilha! :O
Bem essa é a história que passa das 14:00 horas de 31 de dezembro de 2008 e vai até ás 02:30 01 de janeiro de 2009!
Foi engraçado, mas rendeu esse início de 2009! Ainda mais com a companhia de amigos maravilhosos!

Um Feliz 2009 para todos.