segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Para onde está caminhando o Brasil?



Vou começar contando uma histórinha:
No início de tudo Deus estava criando o mundo, ele estava mostrando para o anjo como ele tinha elaborado tudo:
- Aqui vai ter furacões e maremotos - Mostrou outra parte do mundo e disse: - Ali terá vulcões e muita miséria.
Apontou para o Brasil e disse: - Aqui terá muitas praias lindas, o verde mais bonito do planeta, fartura na terra e nos mares. Uma riqueza de encher os olhos.
O anjo estranhou e perguntou:
- Mas Senhor, por que tanta desgraça e miséria em outras partes e aqui nessa região tanta beleza e fartura?
Deus respondeu: - Meu caro, tu não sabes o povinho que vai morar aí.
(Bem não lembro onde vi essa história, mas sei que está certíssima)


Não consigo me conformar com a violência que está esse país. Pessoas se matando, polícia despreparada e o sensacionalismo de tudo, das mortes, da desgraça dos outros. Nosso país tem tantas coisas boas e está virando essa loucura desenfreada. Como o caso da menina Eloá, que estão fazendo uma "festa" em cima da morte da menina, culpando policias e o seu despreparo. Claro, houve muitos erros e talvez poderia ter sido evitado, mas infelizmente aconteceu. Mas não por culpa da polícia e sim do namorado, obcecado pela garota. O papel do jornalista não é achar o culpado e sim mostrar os fatos. Do jeito que está aparecendo na tv, parece que a culpa toda foi da polícia, de não ter entrado antes, ou de não ter esperado mais, ou de não ter feito isso ou aquilo. Por essas e outras que a polícia não agiu precipitadamente. Pelo falatório que iria vir, por defenderem o assassino/seqüestrador por nunca ter feito nada e nem ter passagem pela polícia, por não ser culpada de uma morte desnecessária. Mas por não querer se complicar o caso terminou tendo esse desfecho, esse fim que todos já esperavam. Infelizmente a menina Eloá morreu, não por falha da polícia e sim por falha da lei que não dá a polícia o direito de agir como deveria. Hoje a lei não defende os homens de bem, os que estão sendo seqüestrados, e sim os seqüestradores. Os réus primários, os que matam duas ou três pessoas e tem uma pena de 10 anos. A lei hoje é para proteger o bandido. Esse quadro só vai mudar, quando houver uma reforma geral, na polícia, no governo, nas leis e no cidadão. Que é BURRO e não vê para onde o Brasil está caminhando.


Fica meus pêsames para a família das duas meninas.